Por você eu dançaria tango no teto, eu limparia os trilhos do metrô, eu iria apé do Rio a Salvador. Eu aceitaria a vida como ela é, viajaria a prazo pro inferno, eu tomaria banho gelado no inverno. Por você eu deixaria de beber. Por você eu ficaria rico num mês, eu dormiria de meia pra virar burguês. Eu mudaria até o meu nome, eu viveria em greve de fome, desejaria todo dia a mesma mulher. Por você conseguiria até ficar alegre, pintaria todo céu de vermelho, eu teria mais herdeiros que um coelho.

Barão Vermelho.  (via o-violonista)

segunda-feira, Junho 23 with 31.689 notas
Sofro por antecipação, morro antes de levar o tiro.

Caio Augusto Leite. (via verborizar)

segunda-feira, Junho 23 with 79.437 notas
Não foi desejo. Nem vontade, nem curiosidade, nem nada disso. Foi um choque elétrico meio que de surpresa, desses que te deixa com o corpo arrepiado, coração batendo acelerado e cabelo em pé. Foi sentimento. Não foi planejado, nem premeditado. Foi só um querer estar perto e cuidar, tomar todas as dores e lágrimas como se fossem suas. A vontade e o desejo vieram depois, bem depois. Não foi um lance de corpo, foi um lance de alma. Não foram os olhos, nem os sorrisos, nem o jeito de andar ou de se vestir, foram as palavras. Uma saudade e uma urgência daquilo que nunca se teve mas era como se já tivesse tido antes. Foi amor. É amor.

Tati Bernardi. (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

segunda-feira, Junho 23 with 1.377 notas
Hoje eu queria alguém que me dissesse que eu não precisava me preocupar.

Caio Fernando Abreu.   (via o-violonista)

segunda-feira, Junho 23 with 29.206 notas
Por você faço o caralho a quatro, apesar de não saber o que é caralho a quatro.

Thiara Macedo   (via redificando)

segunda-feira, Junho 23 with 10.750 notas
É mais fácil achar um Wi-Fi sem senha, do que um amor correspondido.
quinta-feira, Junho 19 with 1.568 notas
Você merece tanta felicidade, sabe? Merece ir dormir na tranquilidade e acordar com um sorriso porque está vivendo a melhor época da sua vida. Você merece pessoas verdadeiras, amigos mais próximos e gente desinteressada. Você merece leveza na alma e paz no espírito. Você merece tudo isso de verdade e rezo por você todas as noites, rezo para que tudo isso aconteça logo.

Cartas Para Julieta.    (via s-i-m-p-l-i-f-i-c-a-r)

quinta-feira, Junho 19 with 93.780 notas
Caia na real, distância não atrapalha amor, muito menos amizade. O que atrapalha é a falta de esperança e confiança!
quinta-feira, Junho 19 with 2.149 notas

Não há adeus para eternidade, menino.

Ontem eu passei o dia inteiro procurando palavras que não me lembrassem você, petit.
Foi em vão. Meus olhos guardaram a tristeza das tuas palavras e eu não consegui esconder. Todos notaram, todos me viram, todos me enxergaram e eu não tive medo de confessar o que se passava em mim. Eu nunca fiz isso, menino. Nunca. Nunca soube dizer muita coisa sobre amor. Você sabe, eu não me encaixo muito bem no universo e todo esse caos me dói.

A cada palavra que eu pensava, imaginar o vão me machucava. Não foi a primeira vez. Você não foi o primeiro, não será último, mas você foi, de todos, o que eu mais quis que ficasse. Ainda é, para ser sincera.

Teus olhos que eu não vi e talvez nem verei, conseguiram ancorar nos pontos mais íntimos meus. Você chegou a lugares e fraquezas que eu sempre protegi pela minha frequente falta de encaixe. Você não se esforçou. Você, simplesmente, me achou.

Fico procurando palavras que me calem e me aquietem. Eu não consigo achar. 
Minhas entranhas me enganam e eu colido com meu caos e com meu sentimentalismo absurdo, este que eu deixo recluso por saber sempre aceitar os fatos. Eu já tive que aprender sozinha a voltar para mim mesmo, como um escombro, um retalho, um traço de abandono. A culpa não é sua, fique calmo. Eu nunca atribuiria a você meus pesares.

Hoje pensei na tua ausência e principalmente na minha ausência em você. 
Eu não te enviarei nada bonito no dia dos namorados, eu não estarei tão presente nos teus dias, não poderei te acordar e gritar sobre meu amor aos quatro cantos do mundo e descobrir novas galáxias para te amar. Não, eu sei que não. Não sou eu quem estará na sua poesia, no teu riso, no teu desespero. Eu não serei tua saudade, meu menino, e isso é desesperador.

Minhas palavras tendem ao pessimismo. A culpa é minha. Eu não sei sentir pouco e as minhas palavras acompanham minha voracidade.
Eu na verdade, só queria te contar que eu vou guardar comigo teus traços para sempre, sem contar quantos séculos o meu eterno suporta.

Vou guardar teu sorriso, tua graça, tua voz que me acalentou e curou. Sim, você me fez melhor e expandiu infinitos em mim.

Acho fantástico o fato de eu falar de você sem medo de hipérbole. Me faz rir. Eu gosto. Gosto do quão urgente é a vida, que te trouxe m um acaso intraduzível e me fez crescer, me faz ser grande e ainda ser um grão de nada em meio ao universo.

Vou te guardar comigo, porque nenhuma palavra triste teu nome traduz.
Não irei penalizar nem a mim, nem a você e nem tampouco as estrelas por todas as desconexões e discrepâncias que ocorrem incessantemente no mundo inteiro. Minha solidão é só mais uma e eu não sei ser ímpar.

Talvez sejam as últimas palavras que combino para você. Eu nunca sei. A efemeridade da vida me assombra à medida que me encanta e me faz eterna.
Soa paradoxal, eu confesso.
Na verdade, eu sei: não serão as últimas.

Eu provavelmente me lembrarei de você em instantes bons. Você fez paz em mim e o que me dói eu chamo de saudade.
Eu guardo em mim, menino, você.
Cada parte tua que eu pude ver, toda parte que eu tentei descobrir, toda parte que ficou pintado em eternidade.

Isso, não é um adeus. Eu já te contei que não sei partir, porque o amor insiste e ele é que nos faz ter sentido.
Eu digo que fico, não só porque te amo e pelo que você me faz sentir, mas por quem você é e pelo com que você eu sou: eu mesma.

No mais, eu sei que a felicidade e a paz nos atingirá e depois, cresceremos juntos.

Só para constar: se precisar dos teus dois dedos de atenção, minhas mãos sempre estarão aqui e meu amor por você, de alguma forma, ficará eternizado em algo canto meu.

Porque eu sempre te chamo de pequeno, mas você é imensidão em mim.

Voraz, 12/06/2014 última nota.

quinta-feira, Junho 12 with 0 notas